#LA2012MJ: Westlake Studios

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Terça-feira! O fim da viagem começava a se aproximar e para todas, (talvez mais para mim, por ter uma ligação forte com aquela cidade, ou mais para elas, por ser a primeira vez que visitavam a cidade), dava certa angústia por saber que logo voltaríamos para nossas realidades, afinal, o sonho não é eterno…

Mas anda tínhamos muito a curtir e nos emocionar! A terça foi dia de conhecer os estúdios onde Michael gravou Off The Wall, Bad e Thriller. Para quem não é fã, trata-se dos três primeiro álbuns solos do popstar, depois de adulto, o que lançou Michael como popstar e impulsionou o fenômeno que ele ainda é, embalado por Billie Jean, Thriller, Bad e tantas outras clássicas.

Logo cedo saímos de Hollywood e fomos para Los Angeles, quase Beverly Hills. Eram 8hs da manhã quando fomos recebidas pelo Ray, um dos funcionário do Westlake Studios, com toda simpatia, simplicidade e boa vontade de nos mostrar os estúdios A e B. Foi mágico! Ouvimos músicas que ele gravou ali, pudemos estar no mesmo lugar onde ele e tantos outros megastars estiveram, fotografar, conhecer peculiaridades, ouvir histórias, saber detalhes sobre gravações, comportamento, equipe e tudo embalado pela trilha sonora que se fez ali, naquele estúdio, gravada por aqueles microfones, compostas naqueles pianos, trabalhada por aquelas mesas de som, INESQUECÍVEL!

O carinho com o qual fomos recebidas, a simpatia do Ray também me encantaram e a todas as meninas também. Ele parecia estar realmente se divertindo ali conosco e se entusiasmava ao nos contar o que já foi contato a ele sobre Michael Jackson.  E quantas histórias ouvimos naquele dia…

Lembro em especial de uma que justifica esta foto aí do lado… Pensar que Michael gravou neste sofá, sentado ali e depois de varias tentativas lá estava a canção que embala tantos corações, “The Lady in My Life”. Talvez a canção que mais me emociona no álbum (Thriller) todo. De tão simples torna-se única, profunda… E aquele piano? Ah, derrete qualquer romântico!rs E sim, estivemos ali, naquele mesmo lugar e nos emocionamos a valer com o contato com este cenário histórico para a indústria fonográfica e ouvindo esta música. Foi um momento único, um dos pontos altos da viagem!

Depois de toda a emoção foi hora de deixar os Estúdios A e B e irmos para os C, d e E, em Hollywood, conhecer os cenários de gravações de Bad e Thriller. Nos despedimos do Ray, que foi ainda mais fofo conosco, nos acompanhando até o carro, todo sorridente, passando Facebook e nos pedindo abraços e tudo (para quem não sabe, a coisa mais difícil é ver um americano pedir um abraço de alguém. Não é da cultura deles cumprimentar as pessoas, principalmente quando acaba de conhecê-las, com um abraço. Isso só acontece quando realmente gostam muito da pessoa! … EBA!Ponto pra nós!rs) .

Bem, de lá fomos para Hollywood! Chegamos lá, aguardamos um pouquinho e logo chegou o Al e o Steve, os donos do estúdio que nos apresentaram esta segunda unidade de história e emoção para nós. Logo de cada nos emocionamos com as  memórias sobre Michael que vimos na entrada! LINDO demais! Fotografamos tudo, cada álbum, foto e claro, o pedaço do muro que foi cenário da capa do álbum Off The Wall.

Depois vimos os estúdios realmente e mais emoção… Sabe lá o que é tocar o mesmo piano que Michael tocou e compôs? Indescritível aqui o que senti ao tocar aquelas notas, ali, naquele estúdio, aquele piano (lindo, preto, de calda enorme, AAAAAhhhh, foi maravilhosoo, acreditem!!rs)… Quando vi aquelas cortinas se abrirem e revelarem aquele piano…. Depois a cortina de trás, mostrando aquele espelho todo… Ah, foi um sonho!rs

Lá também ouvimos várias histórias sobre as gravações, escolhas de trechos instrumentais, como o Steve, um dos donos do Westlake, conheceu Michael, quando ainda era aprendiz, do tempo que o estúdio ficou reservado para ele, enfim, histórias e mais histórias que uma visita destas pode fornecer e inspirar!rs
Mas ainda tinha mais: subimos para o lounge, um cantinho reservado para Michael, uma espécie de flat onde ele descansava, comia e virava as noites trabalhando e vivendo, sem ir para casa por dia. O amor pela música e dedicação era tamanha que Michael Jackson praticamente mudava para o estúdio, é mole?rs

E para fechar com chave de ouro, lembra do Macaco Chimpanzé que Michael andava para cima e para baixo durante as décadas de 1980 e 1990, o Bubbles? Pois é! Não pense que ele não participava das gravações! O Bubbles não só estava lá, acompanhando Michael nas gravações, como assistia tudo de camarote, com uma sala só para ele que tinha uma janela de onde ele via tudinho o que Michael estava fazendo. Afinal, seria maldade deixa-lo longe do dono tanto tempo, certo?rs ( E devem os fãs pensarem: que sorte tinha este Macaco!…rsrs)

Bem, após esta manhã graciosa e emocionante que tivemos, foi hora de voltarmos para o hotel… Nos despedimos de Al e Steve que ainda me disseram que posso entrar em contato com eles para marcar outra visita para o #LA2013MJ conhecer os estúdios também! FANTÁSTICO!!!RS

Abaixo posto o vídeo com as minhas gravações dos estúdios e algumas fotos, para que se possa entender um pouquinho melhor do que foi este dia:

De lá, no caminho para o hotel passamos em frente o Michael Jackson Auditorium, em Hollywood. As meninas fizeram MUITAS fotos por lá. Senti apenas não ter mais os cartazes dos fãs por ali, agradecendo à escola por ter tirado a cobertura do nome do auditório, como vi em 2010, mas ok, valeu conhecer!rs

Seguimos para  o hotel, almoçamos e fomos para mais um passeio repleto de emoções! A tarde seria dura, triste, repleta de recordações que marcaram a vida de todas nós e do mundo todo…

O destino foi Forest Lawn Cemetery, onde Michael Jackson foi sepultado. Mas isto conto no próximo post! Até lá! 😉

Sobre FêRabaglio

Designer gráfico, autora do Blog Vou Pra California e Guia Para Orlando, apaixonada por Las Vegas, California e Orlando, minha história com este universo começou logo após o término na universidade, quando decidi passar um tempo na California fazendo Intercâmbio! Queria conhecer a terra do cinema e das palmeiras, estudar inglês, mas de uma forma mais econômica do que os tradicionais intercâmbios. Foi aí que minha jornada começou, que me apaixonei por este tema e logo dei início ao Blog que hoje ajuda tantas pessoas a encontrarem suas trilhas com destino na California!

2 Comentários


  1. Sempre que leio sobre LA2012, choro e choro rsrs tudo foi lindo!! Cada vez me da mais vontade de ir na LA2013, espero que Deus me conceda esse desejo.

    E muitas, muitas saudades desse nosso anjo, que tanto amamos…

    Responder

  2. Oi, Lu! Sim, foi lindo e você fez falta por lá!…
    Mas não desanime, corre atrás do visto e em Julho/2013 nós vamos e será fantástico também! 😉 LOVE!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>