Route 66: História, dicas de hospedagens e passeios.

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Route 66!! Quem curte aventura, estrada, vento no rosto e ama viajar, certamente sonha com esta estrada lendária, que é um símbolo americano!

Uma viagem inesquecível que eu também sonho em fazê-la e andei pesquisando bastante sobre ela e divido neste post tudo o que já aprendi sobre a Rota 66!

Bem, imagine uma estrada que liga a Clássica Chicago ao Sonho Americano, Los Angeles, construída por volta de 1920! Uma estrada com cerca de 3938 km (sem exageros!! lol), cruzando o país em uma reta diagonal que te leva do Nordeste ao Sudoeste do país mostrando a cada passagem um apanhado geral da cultura americana que vai além dos enlatados publicitários, te levando à raiz americana.
É uma paisagem nostálgica, como fotos envelhecidas que mostram mais do que cenas, mas contam quase 100 anos histórias. É uma experiência que inclui o contato com a natureza, como o impecável Grand Canyon,  áreas urbanas, como as ruas de Chicago e St Louis, e etilos e culturas, como a vivência em comunidades indígenas do meio do país.

Claro que a circulação e a importância econômica desta estrada já não é a mais a mesma. Construída para ligar o país de uma ponta a outra na década de 20, 30 anos mais tarde ela já estava ultrapassada frente às construções das autoestradas (freeways) interestaduais. Mas seu poder cultural nunca se perdeu, sendo ela cenário de séries de TV que levavam seu nome e mesmo de animações Disney, como Cars, que foi inspirado na Route 66 e quase nomeado com o nome da estrada.

No auto de seus 60 e poucos anos, em 1984, a rota foi desativada, superada pelas novas freeways em definitivo, e passou a chamar Histórica Route 66. Mas continua sendo trajeto de longas viagens, de carro ou de moto, para aventureiros apaixonados por sua história.

O cenário cinematográfico (mesmo!) conta com suas lojinhas familiares, postos de gasolinas isolados, seus motéis e cafés. As atrações do caminho  contam com tesouros nostálgicos dos anos 50 representados por lanchonetes da época, letreiros neon e armazéns característicos.

Para hospedagem, o Munger Moss Hotel é um dos hotéis que mais me chamou a atenção. Fica em Lebanon, Missouri, e há amis de 50 anos atende passageiros que precisam de descanso depois de um dia percorrendo a Route 66. Além de reviver a história daquele lugar, com tudo mantido como nos áureos tempos da estrada, a hospedagem também é super barata (menos de (USD10,00 por pessoa).

Agora se está procurando um hotel que vá além de cenário de época, bom, descobri o Wigwam Village Motel #6! Um hotel construído pelo arquiteto Redford em 1937 e terminado em 1950, em Holbrook, no deserto do Arizona. Qual o diferencial? Veja que no nome existe um #6, isso porque este é o número de tendas ao melhor estilo indígena americano e são estas as acomodações! Sim, isso mesmo, quando eu disse ali em cima que é possível vivenciar a cultura indígena, era bem sério! lol No local você ainda contempla o design automobilístico da época, que pode ser apreciado nos 15 carros estacionados pela área do motel e ainda um museu de artefatos indígenas que eram da coleção do fundador, Mr. Lewis.

Agora, se o intuito é percorrer os passos de quem fazia o trajeto na busca por uma vida melhor e por oportunidades de todos os tipos ao chegar na sonhada California, a indicação é o El Rancho Hotel, em Gallup, Novo México, o velho oeste americano. Claro que aqui também há a preservação da decoração dos anos 50. Mas nada de simplicidade ou aldeia indígena. Aqui o foco eram os artista de cinema de Hollywood, então, conta com todo o luxo e a pompa que este público sempre exigiu. O hotel era frequentado tanto por quem vinha de Chicago sonhando com a California, como por elencos de gravações que aconteciam na redondeza. Ao redor do hotel também há muitas construções preservadas, como as primeiras igrejas construídas, da época da colonização. Mas, o valor da hospedagem também não tem a simplicidade do Munger Moss Hotel, lolol, aqui a noite custa em torno de USD 100,00.

Mas para ir dormir tem que cansar antes, a viagem conta com vários pontos turísticos, como a Willis Tower, em Chicago, o Arco Gateway (St Louis), Aa Rerserva Naciona do Mojave (Nipton, CA), além de museus em Oklahpma City, o Ariston Café, (Litchfield, Illinois) que faz parte do Hall da Fama da Route 66, que dizem ser uma otíma parada para refeições e, fando em comidinhas, se der muita fome perto do Texas, em Amarillo tem o Big Texan, um lugar bem famoso por lá que te serve  bifes gigantes de cerca de 2kg de carne!

Em Tucumcari tem o primeiro museu de dinossauros, construído em 1939. Já chegando, em Santa Rosa, 96km a oeste, uma dica é mergulhar nas piscinas frias naturais da área, do Blue Hole. Pare também para ver o Museu de Carros Route 66.

Contudo, o caminho da Route 66 não está lá intacto, como no século passado. Muito dela foi levado pelos ventos dos anos, incorporada às avenidas de cidades ou pelas próprias auto estradas que, por vezes se confundem com a Rota 66, como com a paralela I-40, no Novo México. Mas há longos trechos que estão lá ainda, em especial no Sudoeste. A parte plana dela começa em Glenrio e também está por lá ainda. De Santa Rosa em diante, tinha uma volt até Santa Fé, ao norte, para depois descer para o sul e chegar em Albuquerque. Lá, percorrendo pela Central Avenue, que antes fazia parte da rota, ainda se contempla o estilo Route 66, com muitos neons dos clássicos anúncios dos anos 50.
Agora no final da viagem, depois de mais de 50 horas de estrada e 3938 km percorridos, a California te recebe com um lindo píer em Santa Monica e um por do sol ao mar maravilhoso para descansar, relaxar e refletir sobre a viagem!

E aí? Se animou em viver tudo isso? Bom, os três mapas abaixo pode te ajudar:

Sobre FêRabaglio

Designer gráfico, autora do Blog Vou Pra California e Guia Para Orlando, apaixonada por Las Vegas, California e Orlando, minha história com este universo começou logo após o término na universidade, quando decidi passar um tempo na California fazendo Intercâmbio! Queria conhecer a terra do cinema e das palmeiras, estudar inglês, mas de uma forma mais econômica do que os tradicionais intercâmbios. Foi aí que minha jornada começou, que me apaixonei por este tema e logo dei início ao Blog que hoje ajuda tantas pessoas a encontrarem suas trilhas com destino na California!

6 Comentários

  1. Carol

    Olá, estava procurando dicas de onde ir na Califórnia e acabei achando seu blog, muito legal.
    Em agosto iremos em 3 casais, primeiro destino é São Francisco, então faremos a costa de carro até Los Angeles em 12 dias. Tem alguma sugestão de onde seria interessante ficar mais tempo? Quais as suas cidades favoritas? E melhores locais para compras? Obrigada desde já! 😉

    Responder

    1. Oi, Carol!
      Poxa, essa viagem é sensacional, você vai adorar certamente! Arrisco a dizer que o melhor deste roteiro é a própria estrada, a panorâmica entre a natureza e o mar, nossa, amazing!
      Cidades que valem muito a pena?
      Bem, na descida pra LA, os primeiros 400km tem Carmel e Big Sur, vale conhecer. Um pouco mais para frente tem Santa Bárbara, cidade que é a minha paixão! Sinto nela um pouquinho de ar europeu, meio romântica, mas muito jovem também, por ser cidade universitária.
      De lá, se forem apaixonados por praia, vale conhecer Malibu mais a fundo. Se não, desça direto para Los Angeles e curta essa cidade incrível, bem como a região que inclui Santa Monica, Beverly Hills e Venice (outra das minhas queridinhas).
      Um pouco para baixo (se der tempo) estique até Long Beach, vale a pena. E, se o tempo estiver a favor de vocês, vale uma noite em San Diego, que é sensacional!!!
      Bem, acho que é isso.
      Ajudei em algo?lol
      See ya! 😉

      Responder
  2. Rita Moutinho

    Bom Dia, estamos pensando em fazer a rota 66 em família,5 pessoa em setembro ,mas de flagstaff a los angeles ,saindo um pouquinho até las vegas..Estamos pensando 2 dias no grand canyon flagstaff fazer helicóptero e a viagem de trem em williams ,4 dias em los angeles ,4 em Las Vegas e queríamos descansar uns 4 dias na praia em San Diego, o que vc recomendaria?? A temperatura é Boa??Agradeço a sua atenção.

    Responder

    1. Olá, Rita!!
      Poxa, que roteiro bacana que vocês planejaram. Acho que tem tudo para ser uma viagem sensacional!!
      Os passeios citados são incríveis. 4 dias em LA e 4 em Vegas e um tempo legal para conhecer várias coisas nestas regiões.
      Sobre temperatura, Setembro é outono recém saído do verão, então está quente ainda, mas não chegando mais aos 40ºC para cima do verão.
      É um mês com um pouco de chuvas, mas que ajuda a refrescar, então não vejo como um grande problema.
      E o bom é que não é alta temporada então as cidades estão mais vazias e os valores de hotelaria estão melhores.
      E falando em menos pessoas, se puder, vá para Vegas durante a semana: a cidade está mais vazia, menos trânsito, tudo mais barato e sem filas nos shows, atrações e restaurantes! 😉

      Bem, é isso.
      Ótima viagem para vocês e depois conte aqui como foi! 😉
      See ya!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>