Onde trocar dólar?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Olá, pessoal! Hoje foi dia de trocar real por dólar para a viagem do #LA2012MJ. Então resolvi escrever sobre esta troca de dinheiro: como e onde fazer? O que levar?

Bem, quando vamos aos Estados Unidos, o primeiro pensamento é: Preciso de dólares! E ele está quase completo!rs Na verdade, além dele é muito importante levar ao menos um cartão de crédito internacional, para sua compras, além de ser ele o meio que temos para efetuar reservas de hotéis e locação de carros.

Bom, para trocar real por dólar você tem duas opções: a primeira é procurar qualquer casa de câmbio, ver a cotação e calcular quantos reais você precisa para comprar sua quantidade de dólares. Hoje, por exemplo, eu paguei R$1.90 no dólar, mas já teve bons tempos, em 2011, que paguei apenas R$1.53… É, as coisas estão complicadas neste começo de ano, quando o assunto é bolsa de valores e cotação do dólar!rs A segunda opção é ir em qualquer agência do Banco do Brasil que funcione como Agência de Câmbio e lá você também pode comprar dólares. Aqui em São Paulo, as agências possíveis são no bairro da Lapa, na Rua São Bento, na Liberdade, e na Paulista, esquina com a Rua Augusta. Mas em outras cidades, sugiro ir em qualquer agência BB e perguntar onde fica a agência câmbio mais próxima, ok?

Além disso, solicite em seu banco um cartão de crédito internacional! Com ele você fará as reservas. Quando este cartão chegar, será necessário desbloqueá-lo no caixa eletrônico e depois determinar a data de validade dele para a habilitação internacional. Quando esta data termina, o cartão volta a ser unicamente nacional, ok? No cartão de crédito internacional, você efetuará as comprass e a cotação do dólar utilizada para a conversão para o real, em sua fatura, será a do dia do fechamento da fatura. Mas além disso você pagará a taxa de IOF, que corresponde a 6.38% do valor gasto em dólar, por exemplo: se você gastou USD 100.00, em sua fatura terá um acréscimo de mais USD 6.38, então você pagará um total de USD 106.38, que será multiplicado pelo valor do dólar.

Contudo, há uma forma de pagar menos impostos: usando o cartão de crédito pré-pago! Como funciona? Simples, vá a qualquer casa de câmbio e peça pelo cartão pré-pago. Lá vão te pedir cópia e o original de seu CPF, RG e comprovante de residência. Você preencherá um formulário e eles te entregam o cartão na hora. Depois você pode creditar o valor em reais que desejar e ele será convertido para a moeda que desejar, podendo ser dólar, euros ou libras esterlinas, mas no caso de turistas no Estados Unidos, a escolha é o dólar. A vantagem do Cartão Pré-Pago é que você sabe exatamente quanto vai pagar por cada dólar, pois a cotação utilizada é a do dia em que você credita o dólar nele, além de ter o IOF bem mais baixo: apenas 0.38%, economizando 6% em suas compras! Contudo, não garanto que funcione para reservas de hotel, pois ele funciona como um cartão de débito e não de crédito, como pede os sistemas de reserva, ok?

Confesso que esta é a primeira vez que utilizarei o cartão pré-pago, mas depois da viagem escrevo aqui como foi e se ele funciona tão bem na California, ok? Mas pelo menos nas recomendações e comparativos com o cartão de crédito internacional tradicional, ele compensa bastante!

Bem, é isso! Amanhã tem mais!

Sobre FêRabaglio

Designer gráfico, autora do Blog Vou Pra California e Guia Para Orlando, apaixonada por Las Vegas, California e Orlando, minha história com este universo começou logo após o término na universidade, quando decidi passar um tempo na California fazendo Intercâmbio! Queria conhecer a terra do cinema e das palmeiras, estudar inglês, mas de uma forma mais econômica do que os tradicionais intercâmbios. Foi aí que minha jornada começou, que me apaixonei por este tema e logo dei início ao Blog que hoje ajuda tantas pessoas a encontrarem suas trilhas com destino na California!

2 Comentários

  1. Nadia

    Ola Fe. Gostei bastante do seu blog. Irei ficar 4 semanas em Los Angeles em Maio. Estou bastante ansiosa e seus post estão me ajudando bastante. Sobre o cartão pre pago que iria utilizar, ele funcionou mesmo? Vale a pena? As casas de cambio estão cobrando taxa de IOF de 6,38%. Mudou algo? Sabe se esta assim mesmo hoje em dia?

    Responder

    1. Olá, Nadia!
      Que bom que gostou do blog e que os posts estão ajudando!!
      Sim, o cartão pré-pago funciona bem por lá, nunca tive problemas. Mas é muito importante levar um porcentagem da verba em espécie (cash) e ter um cartão de crédito internacional habilitado para alguma emergência.
      Se vale a pena? Depende do ponto de vista!rs
      Se pensar pelo lado de que você saberá a cotação do dólar que vai pagar (pois você vai carregar ele antes da viagem) e que não vai precisar andar com tanto dinheiro vivo em mãos (correndo risco de perder, assalto, qualquer problema do tipo), vale muito a pena!
      Se pensar pelo lado que ele custa 6% a mais do que compra de dinheiro em espécie, aí não vale a pena…rs
      Mas uma coisa é certa: entre comprar com ele e com o cartão de crédito, eu prefiro o pré pago, pois pelo menos sei a cotação, sei quanto estou gastando. Com o crédito tradicional, você pode ser surpreendido com uma cotação MUITO alta na volta, pensando no câmbio maluco que a gente tem hoje (rs).

      See ya!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>